Onde a realidade se encontra com a ficção



 

 

Se calhar todos aqueles clichés são mentira. Até posso nunca vir a encontrar ninguém como tu - aliás, alguém que me complete melhor -, posso até nunca chegar a conhecer uma pessoa que me faça esquecer-te, posso até ter de me contentar com alguém que goste de mim como eu mereço mas não ser recíproco. Se calhar tu até eras a pessoa certa para mim e talvez a culpa até tenha sido minha e agora estou a pagar com juros. No entanto, também pode ser o caso contrário. Por ventura, terás sido tu a desperdiçar a maior oportunidade que a vida te deu de seres verdadeiramente feliz. Podes ser tu que vais passar o resto dos teus dias a olhar para trás e a pensar "e se fosse ele o homem da minha vida?". Até podes ser tu que nunca tenhas direito ao final feliz como nos contos de fadas.


Mas agora é tarde para arrependimentos, sabes? E eu não dou oportunidades a quem não as merece. A verdade é que continuei a amar-te, mesmo depois de me teres partido em mil pedaços. E isso só poderia querer dizer que eu era a pessoa certa para ti. Mas talvez as outras pessoas tenham razão... Tu não eras nem és a pessoa para mim. E perdeste a tua vez, para sempre.

publicado por Dreamer às 23:26 | link do post
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Abril 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
17
20
22
27
28
29
30
comentários recentes
Gostei da forma como integrou dois dos meus textos...
Ao ler este texto, bem como mais alguns que tive o...
Eu acho que se pode amar um vício, desde que ele n...
Somos dois...Deixei de acreditar...
Por acaso não acredito no "Para sempre"
Gosto de pensar que no fim tudo dá certo, que se a...
Há portas que têm mesmo de fechar, mas por vezes f...
arquivos
Posts mais comentados
2 comentários
1 comentário
1 comentário
blogs SAPO