Onde a realidade se encontra com a ficção


Sou estranho mesmo, e daí? O que é que  tens a ver com isso? Nada, não é? Então porque te preocupas tanto com a minha vida e não com a tua? Achas mesmo que eu vou deixar de usar uma blusa, umas calças, uns sapatos ou ténis, que seja, porque tu não gostas? Se tu achas, estás muito enganada. Uso o que eu quiser, não o que tu queres que eu use. Aliás, usa tu já que gostaste tanto. Opiniões? Sim, eu gosto de opiniões. Mas opiniões construtivas. E não adianta dizer que sou uma pessoa que não aceito opiniões, porque eu vou responder: tens razão, não gosto mesmo. Tu podes achar o que quiseres de mim, porque o que tu achas, é uma coisa tua, mas o que realmente importa na minha vida, é o que eu acho. Não gostaste, é uma pena. Tu vais continuar a não gostar de mim então, porque não vou mudar pra te agradar, desculpa...
publicado por Dreamer às 19:42 | link do post
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Maio 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
comentários recentes
Gostei da forma como integrou dois dos meus textos...
Ao ler este texto, bem como mais alguns que tive o...
Eu acho que se pode amar um vício, desde que ele n...
Somos dois...Deixei de acreditar...
Por acaso não acredito no "Para sempre"
Gosto de pensar que no fim tudo dá certo, que se a...
Há portas que têm mesmo de fechar, mas por vezes f...
arquivos
Posts mais comentados
2 comentários
1 comentário
1 comentário
SAPO Blogs